Apesar de ter tido mais tempo pra ler esse ano, eu não li muito. Eu costumava ler a caminho do trabalho, então levou um tempo até eu tirar um tempo pra ler durante o dia. Eu consegui ler 24 livro, e esses foram os meu preferidos.

Uma terra prometida – Barack Obama

Eu amei Minha história da Michelle Obama, então eu esperava um livro maravilhoso do Barack. Ouvir o lado dele da história e tudo o que ele fez pra melhorar a vida das pessoas é impensável. Seria bom que mais líderes fossem tão inspiradores quanto ele, que entendessem o significado do trabalho duro e que acreditassem em unir as pessoas e não plantar a discórdia. Esperando ansiosamente pela parte 2!

Indomável – Glennon Doyle

Eu comecei a ler esse livro porque ele estava em todos os lugares que eu olhava. Então eu decidi ler. Eu fui fisgada já pela primeira frase. Ser uma mulher não é fácil, e ter a coragem de levantar e se distanciar de tudo o que a sociedade espera de você é ainda mais difícil. A história dela é muito inspiradora e confirma o que eu sempre acreditei – siga seus instintos.

Os testamentos – Margaret Atwood

Eu assisti O Conto da Aia no início da pandemia e eu adorei. Eu li o livro e achei tão bom que quando eu descobri que tinha um segundo livro eu corri pra ler. O livro conta o fim da história e eu não consegui parar de ler até terminar. A história é tão cheia de ação e surpresas que você quer saber o que vai acontecer. Eu não sei se a série vai seguir a mesma história, mas eu não vou reclamar se eles seguirem.

Talvez você deva conversar com alguém – Lori Gottlieb

Eu amo tudo relacionado a psicologia e eu achei que esse livro era sobre terapia. Na realidade, o livro é sobre a autora, uma terapeuta, que conta a sua história e a sua batalha pra entender e aceitar seus problemas emocionais. Também foi ótimo ouvir as histórias dos clientes que ela conta e como eles também superaram seus problemas. Muito engraçado, cativante e muito identificável.

Pequenos Incêndios por Toda Parte – Celeste Ng

Eu sou o tipo de pessoa que lê o livro e depois reclama da série ou do filme se não for tão bom quanto o original. Esse foi uma excessão. Eu assisti a série primeiro, mas eu amei a originalidade da história. Apesar de diferente, a história do livro é tão boa quanto a da série. Ímpar e familiar, a história te força a refletir como você agiria se estivesse numa situação semelhante.

Recommended Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *